PSD quer ouvir presidente da EDP no Parlamento sobre venda de barragens no rio Douro

"A transação entre a EDP e a Engie fica marcada pela complexidade fiscal (...) que dificulta o escrutínio e levantam dúvidas sobre o cumprimento das obrigações fiscais. De forma direta, pode estar em causa o não pagamento de imposto de selo, estimado em 110 milhões de euros. Importa clarificar se haverá lugar ao pagamento desta obrigação ou se o planeamento fiscal efetuado contribuirá para defraudar o interesse dos contribuintes", diz o grupo parlamentar do PSD.

Artigos Relacionados

Foi útil?

Deseja obter mais informação?